terça-feira, 13 de setembro de 2016

Ciências Naturais - Desvios alimentares

Todas as pessoas têm a necessidade de se alimentar, mas algumas encaram-na como um acto de prazer. Nem todos nós nos alimentamos da mesma forma, uns comem mais, outros menos, uns engordam com facilidade, outros não. Algumas pessoas alimentam-se de forma excessiva, chegando ao ponto de se magoarem a si próprias, outras restringem a sua alimentação de uma forma abusiva.


Anorexia
A anorexia nervosa tem normalmente início na adolescência. É um transtorno alimentar caracterizado por uma dieta alimentar rigorosa e stresse físico, com o objectivo de manter o peso corporal abaixo dos níveis médios.
Uma pessoa anoréctica nega estar magra, apresentando uma percepção distorcida do seu próprio corpo, considerando-se sempre «gorda». Para manter um peso baixo, o anoréctico induz o vómito, jejua, toma diuréticos e usa laxantes.
A anorexia nervosa é uma doença complexa, que envolve cambiantes psicológicos, fisiológicos e sociais, e apresenta os seguintes sintomas:
- medo de engordar;
-restrição da alimentação;
-perda excessiva de peso;
-prática excessiva de exercício físico;
-períodos menstruais irregulares, ou mesmo inexistentes;
-danos intestinais causados pelo uso excessivo de laxantes;
-danos nos rins provocados pelo uso excessivo de diuréticos;
-anemia;
-osteoporose (baixo nível de cálcio).

Bulimia
A bulimia nervosa é um transtorno alimentar associado à anorexia nervosa. A pessoa bulímica tende a ingerir uma grande quantidade de alimentos como se estivesse com muita fome. Segue-se um período de culpa causado pelo aumento de peso.
Para eliminar esse excesso, a pessoa bulímica vomita o que come e faz uso excessivo de laxativos e diuréticos. Sintomas:
-medo de engordar;
-alimentação compulsiva;
-peso anormal;
-períodos menstruais irregulares;
-Uso excessivo de laxantes e/ou indução do vómito.

Obesidade
A obesidade é considerada pela OMS como uma doença, caracterizando-se pelo excesso de gordura de um indivíduo.
É considerado normal que um indivíduo possua cerca de 20% do seu peso de massa gorda. A massa magra corporal é formada pelos órgãos, músculos, ossos e água muscular, que representam cerca de 80% do peso. Uma pessoa obesa não apresenta estas percentagens.
O excesso de massa gorda está relacionado com uma ingestão calórica mais elevada que a queima de calorias.
A obesidade pode ter características genético-hereditárias, ou ainda estar relacionado a certas doenças. Os sintomas incluem excesso de peso, maus hábitos alimentares e dificuldade em se mover.
Entre as causas da obesidade, podemos enumerar as facilidades da vida moderna (elevadores, escadas rolantes, controles remotos e automóveis), os alimentos pré-cozinhados e o «fast-food».
As pessoas obesas estão sujeitas a uma morte prematura, a patologias que as debilitam a nível psicológico, a problemas de saúde diversos e a alterações na qualidade de vida.

Tratamento
A anorexia e a bulimia são difíceis de ser tratadas, pois afectam os doentes a nível psicológico. O primeiro passo é a utilização de terapia individual, terapia em grupo e terapia familiar, em casos leves e moderados. Como as pessoas que sofrem destes distúrbios alimentares negam que têm problemas, é necessário que os médicos e familiares as motivem na sua recuperação.
É normal que as pessoas anorécticas/bulímicas tenham recaídas. Em casos mais graves, é indicado o tratamento hospitalar.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Emprego Docente

Noticias da Educação

Recomendamos ...