Afonso Arinos

Afonso Arinos (1905-1990) foi político brasileiro. Autor da lei proibindo a discriminação racial no Brasil. Afonso Arinos (1905-1990) nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, no dia 27 de novembro de 1905. Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. É um dos autores do Manifesto dos Mineiros, de 1943, que apressa a derrubada da ditadura Vargas. Elege-se deputado federal pela União Democrática Nacional (UDN), em 1947. Em 1951, notabiliza-se pela chamada Lei Afonso Arinos, contra a discriminação racial no Brasil. 

Em 1954, líder da oposição na Câmara dos Deputados, é um dos dirigentes da campanha contra Getúlio Vargas. Em 1958 elege-se senador. É nomeado Ministro das Relações Exteriores, em 1961, e retorna ao cargo em 1962, durante o governo João Goulart, mas volta-se contra o presidente e apoia o golpe militar de 1964. Afasta-se dos militares por discordar da legislação autoritária. Apesar disso colabora com o governo durante a gestão de Ernesto Geisel, propondo reformas constitucionais. É eleito senador constituinte em 1986, pelo estado do Rio de Janeiro, e preside a Comissão de Sistematização da Assembleia Nacional Constituinte. Afonso Arinos de Melo Franco faleceu no dia 27 de agosto de 1990.
0